O que acontece com o sangue após a doação?

o que acontece com o sangue após a doação

O que acontece com o sangue após a doação?

A doação de sangue é rápida, indolor e salva milhares de vidas. Mas você sabe o que acontece com o sangue após a doação que você realiza periodicamente? Caso não saiba, dê uma olhada ai em baixo no processo (resumido) e saiba quais são os exames e para que situações o sangue é destinado com maior frequência.

 

O que acontece com o sangue após a doação?

Não há muito segredo sobre o que acontece com o sangue após a doação. Primeiro, as bolsas são encaminhadas para o setor de processamento de hemocomponentes do hemocentro. Lá, o sangue é separado entre as parte que serão destinadas a transfusão. (Se você não sabe quais são as aprte aproveitadas do sangue doado, clique AQUI). Enquanto isso, ampolas contendo amostras do sangue doado são enviadas para análise laboratorial. Lá, essas amostras passam por uma série de exames, como: imunohematológicos, para detecção de hepatite, sífilis, HIV, HTLV I e II e Doenças de Chagas. Caso seja constata contaminação da amostra, o sangue é eliminado seguindo rigosos padrões internacionais de segurança.

Uma vez que a amostra é liberada sem a constatação de qualquer agente contaminante, a bolsa correspondente é, então, liberada para transfusão. Enquanto ela não for solicitada, fica armazenada em refrigeração sob temperatura adequada. Mas como todos nós sabemos, o número de doadores no Brasil é muito baixo (mal atinge os 1,8 % da população, muito abaixo dos 3% mínimos recomendados pela OMS), então os estoques dos hemocentros são escassos e as bolsas permanecem armazenadas por pouco tempo, deixando as prateleiras sempre vazias. Mas caso algum hospital, clínica ou pronto-socorro solicite bolsas de um determinado tipo sanguíneo, a bolsa é disponibilizada. O processo de transfusão começa ainda no hemocentro, com a localização dos hemocomponentes solicitados com a tipagem sanguínea necessária. Depois, de localizados, eles são transportados refrigerados até o destino para, então, iniciar a transfusão propriamente dita.

 

Destino do sangue

Existem poucos dados relacionados sobre o destino exato do sangue doado no Brasil, mas algumas aproximações podem ser feitas. Estes valores costumam ser parecidos com os coletados nos Estados Unidos, onde a cada três segundos uma pessoa necessita de uma transfusão de sangue. Mas se você pensa que no Brasil é diferente, pare para pensar no número absurdo de acidentes de trânsito que temos anualmente e você perceberá que não estamos longe daquela realidade. Além disso, muitos brasileiros procuram atendimento médico vítimas de acidentes ou ataques com armas de fogo e armas brancas. Muitas vezes, nestes caso a transfusão também se faz necessária.

Se você tem curiosidade em saber para quais procedimentos a maior parte do sangue doado é destinado, dê uma olhada no infográfico abaixo.

 

O que acontece com o sangue após a doação?

 

FONTE: MINISTÉRIO DA SAÚDE, BLOG DA SAÚDE. O caminho do sangue: entre a doação e a transfusão. Disponível em <http://www.blog.saude.gov.br>. Acesso em 25 de mai. 2018.

Comments

comments